JP registra novos casos de HIV; cuidados devem ser redobrados na pandemia - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

quarta-feira, 8 de julho de 2020

JP registra novos casos de HIV; cuidados devem ser redobrados na pandemia

Pessoas com diagnóstico positivo para infecções sexualmente transmissíveis devem reforçar prevenção contra o coronavírus

Usar camisinha é a melhor forma de se proteger contra HIV/Aids (Foto: Divulgação/Secom-PB)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em João Pessoa divulgou, nessa terça-feira (7), que tem diagnosticado novos casos de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e alertou que pessoas com teste positivo para essas doenças precisam se proteger da Covid-19 ainda mais que o restante da população.


“Estamos orientando nossos usuários que prestem bastante atenção na higienização para se protegerem também do coronavírus, pois não sabemos o que a doença pode causar, se associada a alguma IST”, alerta a coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA), Sara Lucrécia.


Sara reforça a orientação para que as pessoas sempre se protejam durante relações sexuais. Mesmo em relações entre pessoas infectadas o uso de preservativo é essencial.

 

Apesar da demanda do Centro de Testagem e Aconselhamento ter diminuído um pouco devido à pandemia de coronavírus, o serviço continua funcionando normalmente no turno da manhã, das 7h às 12h30, na Policlínica de Jaguaribe, com todos os cuidados necessários para garantir a saúde de profissionais e usuários. Neste ano, até o mês de maio, foram realizados cerca de 3 mil testes de HIV e 3 mil de sífilis. Os resultados não foram informados pela Secretaria Municipal de Saúde.


Dados

De acordo com dados cadastrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde, 2.439 pessoas foram diagnosticadas com HIV na Paraíba entre 2007 e 2019, tendo sido 2017 o ano com mais notificações, 590. O sistema mostra ainda que, de 2000 a 2019, 1.302 gestantes foram infectadas por HIV no estado.


A Paraíba notificou, ainda, 58 casos de infecção em menores de cinco anos de idade, ente os anos de 2008 e 2019. Desde o início das notificações, na década de 80, 2.568 pessoas morreram na Paraíba em decorrência da Aids, doença causada pelo vírus da imunodeficiência humana, que ficou conhecido pela sigla em inglês (HIV).


Serviços do Centro de Testagem e Aconselhamento

  • Dispensação de medicamentos antirretrovirais;
  • Medicação para infecções sexualmente transmissíveis, tabagismo e para os usuários do Centro de Reabilitação;
  • Coletas de exames laboratoriais e CD4/CD8 e carga viral;
  • Administração de penicilina;
  • Atendimento aos casos de HPV;
  • Consultas médicas especializadas para HIV (agendadas) e ISTs (demanda espontânea).

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas