Socioeducandos vão doar plasma para tratar Covid - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Socioeducandos vão doar plasma para tratar Covid

Policiais penais também irão doar material sanguíneo e iniciaram a campanha “Doe Plasma, Salve Vidas”

Maioria dos recuperados aceitou doar plasma (Foto: Divulgação)

A maioria dos jovens que cumprem medidas socioeducativas e se curaram da Covid-19 vai fazer doação de plasma para ajudar na recuperação de pessoas internadas com casos graves da doença. O plasma é a parte líquida do sangue. Apresenta cor amarelada e é constituído por água, sais minerais e proteínas.


No total, 52 internos da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac) foram infectados pelo novo coronavírus e 49 já se curaram. Entre os recuperados, 37 aceitaram doar o plasma para ajudar no combate à doença. Outros três jovens que também apresentaram quadro infeccioso não manifestam mais os sintomas, mas ainda precisam passar por nova testagem.


“Obtivemos uma grande vitória na luta contra a Covid-19 nas unidades de internação. Fico muito feliz em poder dar essa notícia. E devo ressaltar, ainda, que esse é um resultado do trabalho de acompanhamento da equipe de saúde e das direções das unidades, assim como o bom comportamento dos adolescentes, que seguiram ao pé da letra as orientações médicas. Não ocorreu um único incidente durante esse período”, comemora o presidente da Fundac, Noaldo Meireles.


Policiais penais fazem campanha

Policiais penais também irão doar plasma e iniciaram a campanha “Doe Plasma, Salve Vidas”. Os primeiros voluntários foram ao Hemocentro da Paraíba na tarde dessa segunda-feira (22). Até o momento, 114 policiais penais e servidores da Secretaria da Administração Penitenciária se recuperaram da Covid-19.


“A maioria dos infectados não precisou ser internada, então decidimos criar uma campanha para ajudar a salvar a vida das pessoas que estão em estados mais graves da doença. Como a Paraíba está sendo um dos estados pioneiros no uso do plasma sanguíneo para a recuperação dos acometidos com a doença, resolvemos mobilizar os nossos servidores que já estão livres do vírus para ajudar nessa batalha”, explica o secretário de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca.

Policiais curados doam plasma para combate à Covid-19 - Foto: Divulgação

População também pode doar

A médica hematologista do Hemocentro Sandra Sibele explica que o futuro doador de plasma convalescente deve apresentar um laudo comprovando o teste RT-PCR positivo para Covid-19. Outros requisitos são: ter de 18 a 60 anos; estar há 30 dias sem os sintomas do Covid-19; não ter se hospitalizado em virtude da doença; e, no caso de doadoras mulheres, não pode haver histórico de gravidez.


A doação do plasma convalescente é segura tanto para o doador quanto para os profissionais envolvidos no processo, assim como para os receptores. “Doadores que não desenvolveram a doença gravemente, que não foram hospitalizados e possam pensar em salvar vidas poderão candidatar-se à doação e participar do projeto”, ressalta Sandra Sibele.


Os interessados deverão entrar em contato pelo WhatsApp do Hemocentro por mensagem encaminhada para o telefone (83) 3133-3465, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.


Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas