Ao menos 236 veículos são barrados na primeira manhã de fiscalização de decreto - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

quinta-feira, 4 de junho de 2020

Ao menos 236 veículos são barrados na primeira manhã de fiscalização de decreto

De acordo com prefeitura, 236 veículos tiveram que voltar porque as pessoas não comprovaram justificativa para circulação


Durante a manhã do primeiro dia de fiscalização efetiva do decreto de isolamento social mais rígido na Região Metropolitana de João Pessoa, ao menos 236 veículos tiveram que retornar pois as pessoas não comprovaram justificativa para circulação nas barreiras distribuídas por João Pessoa. As informações são do secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Zennedy Bezerra.


Ainda de acordo com o secretário, só no Acesso Oeste 58 veículos tiveram que retornar. No ponto instalado no bairro do Geisel, foram 15, nas proximidades da entrada do Centro de Tecnologia, da UFPB, foram 16, em Mandacaru, 28, e na Epitácio Pessoa com a Ruy Carneiro, foram 23.

 

O secretário também comentou que algumas pessoas tentaram burlar, mostrando declarações que não correspondiam com documentos de identidade, e disse que a fiscalização será mais rigorosa para comprovar a necessidade de circulação das pessoas.


Durante os três primeiros dias da semana, entre segunda (1°) e quarta-feira (3), a fiscalização ocorreu em caráter educativo e constatou a diminuição de pelo menos 13% da frota de veículos na capital paraibana, segundo dados da prefeitura.


Até 14 de junho os bloqueios serão diários em 10 pontos fixos da cidade e dois volantes, para orientar as pessoas que não comprovarem a necessidade de sair de casa e retornar para seu lar.


De acordo com o secretário, a fiscalização tem sido positiva nesta quinta-feira (4). As barreiras funcionam das 7h às 10h e das 16h às 19h, com agentes fazendo uma triagem, liberando a passagem apenas de quem está autorizado pelo decreto, sendo avaliados também quesitos como a regularidade do veículo e o uso de máscaras.


Além de João Pessoa, o decreto está em vigor nas cidades de Cabedelo, Santa Rita, Bayeux, Conde, Caaporã, Alhandra e Pitimbu. Quem não cumprir o decreto nestes municípios poderá ser punido pelas autoridades.


G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas