Prefeitura de São Mamede oferece 'Kit Covid-19' com remédios a pacientes com suspeita de contágio pelo coronavírus - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

terça-feira, 19 de maio de 2020

Prefeitura de São Mamede oferece 'Kit Covid-19' com remédios a pacientes com suspeita de contágio pelo coronavírus

Presidente Bolsonaro defende uso de determinados medicamentos, mas estudos não comprovam eficácia no tratamento. Prefeito diz que remédios só serão doados quando houver prescrição médica

Kit de medicamentos para pacientes da Covid-19 anunciado pela Prefeitura de São Mamede - Foto: Umberto Jefferson/Divulgação

A Prefeitura de São Mamede, cidade de quase 8 mil habitantes a cerca de 283 km de João Pessoa, anunciou na segunda-feira (18) a distribuição de kits com remédios para pacientes com suspeita ou confirmação de contágio da Covid-19. São diversos medicamentos ofertados para quem se encaixa nesses casos.


No primeiro dia de distribuição do “kit Covid-19” em São Mamede, que tinha quatro casos confirmados da doença até a segunda-feira (18) e nenhuma morte, foram entregues oito kits com medicamentos - quatro para pessoas que tinham a doença e quatro com suspeita de terem contraído o vírus.


O presidente Jair Bolsonaro defende o uso de determinados medicamentos publicamente, mas a eficácia deles no tratamento da Covid-19 não foi confirmada pela comunidade científica. Dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, já deixaram o governo após contrariarem o presidente sobre o assunto. Na Paraíba, a Prefeitura de Campina Grande publicou um protocolo autorizando o uso de alguns remédios.


A Secretaria de Estado de Saúde (SES) da Paraíba informou por meio de sua assessoria que a orientação do Centro de Evidências Científicas da pasta é de que certos medicamentos não devem ser usado para tratamento da Covid-19, principalmente em casos de pacientes de quadro clínico leve ou moderado. No entanto, segundo a pasta, os médicos são soberanos em relação a receitar ou não remédios para pacientes com coronavírus.


O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) informa que a recomendação do Conselho Federal de Medicina é de que o uso de determinados remédios seja avaliado pelo médico a depender do caso. Bruno Leandro de Souza, conselheiro e membro da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus do CRM-PB, informou que está apurando a forma como está sendo feita a distribuição em São Mamede.


O prefeito da cidade, Umberto Jefferson (DEM), explicou que cada kit entregue ao paciente é montado a depender de cada caso, levando em consideração as prescrições feitas pelo médico e o consentimento do próprio paciente. Só serão doados quando houver prescrição.


“Cabe um esclarecimento. As postagens feitas por mim dão a entender que estamos distribuindo esse kit para todo mundo, com todas as substâncias, mas não procede. Sou médico, sou gestor, estamos seguindo todos os protocolos e prescrições médicas. A utilização de medicamentos para o tratamento depende da prescrição médica e da assinatura de um termo de consentimento do paciente”, explicou o prefeito.


Kit básico com 10 remédios

O “kit Covid-19” básico consta medicações que, segundo o prefeito Umberto Jefferson, não têm tantos efeitos colaterais e não geram riscos ao pacientes. Ele explica que todos os pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19 estão sendo acompanhados por uma equipe multidisciplinar da saúde do município, que monitoram a evolução do quadro do paciente.


"Essa gama de medicações que estão sendo utilizados em vários locais no Brasil, usado em São Paulo, pegamos todos os protocolos, e medicamentos disponíveis. Isso não quer dizer que o médico use todos eles, mas a prefeitura vai disponibilizar todos”, explicou o prefeito.


G1 PB


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas