Chuvas causam prejuízos para famílias em 5 comunidades - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

domingo, 24 de maio de 2020

Chuvas causam prejuízos para famílias em 5 comunidades

Precipitações já atingiram 169 milímetros e o acumulado no mês de maio é de 472,8 milímetros, 167% acima do previsto para o período

Casas foram alagadas e famílias precisam de ajuda e doações - Foto: Reprodução

As fortes chuvas registradas desde a noite de sexta-feira (22), em João Pessoa, causaram sérios prejuízos para famílias de pelo menos cinco comunidades. A água invadiu casas e deixou moradores desabrigados. Nas comunidades Nova Jerusalém, no Colinas do Sul, e Terra Prometida, em Gramame, cerca de 190 famílias enfrentaram alagamentos dentro das residêncis e agora precisam de doações.


Segundo a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), as precipitações já atingiram 169 milímetros entre essa sexta (22) e este sábado (23) e o acumulado no mês de maio é de 472,8 milímetros, 167% acima do previsto para o período.


“Precisamos de uma mobilização geral para conseguir doações e contamos com a ajuda da imprensa para mobilizar doadores na sociedade, enquanto seguem as negociações com o poder público para realocar as famílias desabrigadas”, disse o coordenador do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD), Gleyson Melo. Para doações, os interessados em ajudar podem se dirigir à Rua João Pedro Teixeira, número 86, no bairro Colinas do Sul, ou ligar no telefone (83) 98825-5680.


A Secretaria de Desenvolvimento Social de João Pessoa (Sedes) informou ao Portal Correio que foram providenciados lonas, colchonetes, cobertores e cestas básicas para serem entregues às famílias em situação de vulnerabilidade nessas comunidades.


Questionada sobre a doação das lonas, o que aparenta ser uma condição para que as famílias permaneçam onde estão, a Sedes disse que elas não querem sair do local, mesmo que continuem morando em barracos. Uma parte das famílias resiste a negociações que envolvam realocação para abrigos temporários porque teme que possa ficar sem as moradias que têm hoje, mesmo que precárias.


Apesar disso, Gleyson Melo disse que os moradores tentam acesso a imóveis que já estariam prontos e ficam próximos das comunidades, mas a Prefeitura de João Pessoa não deu nenhuma posição sobre essa condição.


Além dessas duas comunidades, a prefeitura informou que famílias também tiveram problemas com as chuvas na Tito Silva, São Rafael e João Paulo II.


PMJP reúne secretarias para tentar resolver

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), promoveu reunião virtual com 11 secretários municipais no início da tarde deste sábado (23), para avaliar o quadro gerado pela intensidade das chuvas registradas nas últimas horas na Capital e orientar medidas para minimizar os efeitos nas comunidades e na cidade.


Participaram da reunião os secretários da Defesa Civil, Desenvolvimento Social (Sedes), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Infraestrutura, Habitação, Saúde, Planejamento, Educação, Gabinete, Articulação Política e Comunicação.


Cartaxo determinou que todas as secretarias se mantenham de plantão e disponibilizem equipes mobilizadas e trabalhando para prestar assistência imediata em caso de problemas e possíveis chamados da população.


De acordo com o relato de secretários, os rios que cortam João Pessoa subiram de nível devido ao grande volume de chuvas e causaram problemas nas comunidades Tito Silva e São Rafael, com a inundação de algumas casas. “Todas as famílias atingidas já receberam assistência”, disse a prefeitura.


“Um problema novo surgiu nas comunidades Nova Jerusalém, em Colinas, e Terra Prometida, em Gramame. São áreas de ocupação em terreno de represa. A prefeitura mobilizou várias equipes para tentar resolver o problema e dar assistência às famílias daquelas localidades. Outra comunidade atingida pelas águas foi a João Paulo II, que também já recebeu assistência das equipes municipais”, informou a PMJP.


Estado e MPF

O Secretário de Desevolvimento do Estado, Tibério Limeira, disse ao Portal Correio que está mediando o diálogo com as familias afetadas para ajudar em medidas emergenciais. Segundo ele, o Ministério Público Federal (MPF) também está atuando para minimizar os efeitos das chuvas em comunidades afetadas por alagamentos na Capital.


Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas