Menina de 6 anos tem perna amputada após ser atropelada por caminhonete - Conecta Paraíba

Últimas Notícias

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Menina de 6 anos tem perna amputada após ser atropelada por caminhonete

Motorista teria deixado caminhonete em ponto morto quando veículo saiu desgovernado na rua. Criança, que foi arrastada pelo veículo, foi levada para hospital em Campina Grande, segundo a polícia
Imagem ilustrativa
Uma menina de 6 anos teve a perna amputada após ser atropelada por uma caminhonete no último sábado (17), na cidade de Manaíra, no Sertão paraibano. De acordo com o delegado Gutemberg Cabral, que acompanha o caso, a criança estava brincando em frente à casa onde mora quando foi atropelada e arrastada por uma caminhonete D20.

Na manhã desta segunda-feira (18), a assessoria do Hospital de Trauma de Campina Grande informou que a menina de 6 anos passou por cirurgia ainda no sábado e teve uma das pernas amputadas. A criança permanece internada na Unidade de Tratamento Intensivo Infantil com estado de saúde estável.

O caso aconteceu no Centro da cidade. Segundo relato de testemunhas à polícia, o condutor da caminhonete teria saído e deixado o veículo em ponto morto. Foi quando a caminhonete, que estava parada em uma ladeira, saiu desgovernada e atropelou a criança, que foi arrastada pelo veículo na rua.

Além da menina de 6 anos, o delegado informou que um homem que estava no local também foi atingido pelo veículo, mas sofreu apenas ferimentos leves e foi atendido por uma equipe do Samu ainda no local do acidente.

“A criança foi levada para o Hospital de Trauma de Campina Grande. O condutor do veículo fugiu sem prestar socorro. Moradores relataram que ele estaria embriagado. Nós já conseguimos identificá-lo, mas ainda não o localizamos”, disse Gutemberg Cabral.

Ainda conforme o delegado, o suspeito de causar o atropelamento vai responder por lesão corporal gravíssima. “Mesmo não havendo intenção de provocar o acidente, ele agiu com total negligência, fugiu sem prestar socorro às vítimas e vai responder por isso”, concluiu o delegado.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas